A Fábrica

 

 

A Fábrica de Chocolates De Mendes é reconhecida no Brasil e no mundo pela qualidade e pelos sabores diferenciados de suas barras. Mas o que nem muitos sabem é que esse gosto todo especial e único tem tudo a ver com a origem do cacau e do seu modo de produção totalmente artesanal. Conheça a história da Fábrica de Chocolates De Mendes e entenda como é produzido esse chocolate com terroir amazônico. A sua estrutura em nada lembra o famoso filme de fantasia norte-americano "A Fantástica Fábrica de Chocolate" produzido na década de 70 ou o modo de produção de grande parte do chocolate que consumimos no dia a dia, que é muito associado ao desmatamento, à monocultura e a condições inadequadas de trabalho. A Fábrica de Chocolates De Mendes é muito diferente. Ela está situada na Colônia Chicano, comunidade de ribeirinhos e quilombolas em Santa Bárbara do Pará, e a origem do cacau que compõe as suas barras tem a marca da biodiversidade da região amazônica.

A ideia de criação da fábrica, dos sabores especiais e de uma cadeia produtiva sustentável veio da mente inquietante e ávida por conhecimento de César De Mendes. Filho de mãe quilombola e pai ribeirinho, o chocolatier com ascendência judaica e marroquina atuou como professor, pesquisador e consultor de empresas na área de tecnologia de alimentos antes de se dedicar à fábrica De Mendes. César tinha carreira acadêmica nas áreas de química e engenharia química com cinco especializações e dois mestrados em Química de Produtos Naturais e Tecnologia de Alimentos. Ele atuava como consultor de projetos e em um deles teve que ir para Medicilândia, a cidade que mais produz cacau no Pará. Foi quando em meio a lembranças que remetiam à sua infância e suas origens, César quis mudar de vida e criar uma fábrica de chocolate. Assim nasceu em 2009 a Amazônia Cacau. Mas, César ainda não estava satisfeito. Isso porque ele sempre foi um profundo admirador da floresta amazônica e tinha uma preocupação muito genuína com a conservação e preservação da riqueza da cultura e das histórias dos povos que ali vivem também. Por essa razão, ele queria que a origem do cacau não estivesse somente no nome da fábrica. A Amazônia deveria estar presente no sabor do chocolate, na estética da logomarca e suas embalagens, e também no modo de produção das barras.

A empresa oferece um salário quatro vezes maior que o praticado pelo mercado para as comunidades produtoras de cacau e cupuaçu que fornecem toda a matéria para produção dos chocolates. A De Mendes reconhece o valor desses povos e territórios. A partir de sua forte relação com a terra, os povos amazônicos selecionam as amêndoas de cacau e cupuaçu para atender o alto grau de excelência sensorial requerido pela produção da De Mendes. Além disso, todos eles são treinados para atuar na colheita, seleção, fermentação e secagem das amêndoas. Dessa maneira, os povos locais têm acesso à renda manejando a floresta sem destruí-la. Eles atuam dentro de sistemas agroflorestais que são caracterizados pela associação da agricultura e produção de alimentos com a floresta. Ou seja, nessas terras o desenvolvimento econômico e a conservação do meio ambiente são totalmente compatíveis e constitui-se em uma realidade. A origem do cacau usado pela De Mendes e a busca pela fruta César e os povos da região fazem expedições em busca do cacau nativo e especiarias para criar o chocolate perfeito , algo que lhe rendeu o apelido de Indiana Jones do Chocolate. A origem do cacau está intrinsecamente ligada ao sabor das barras. Pois, a Amazônia é uma área muito rica e formada por diversos biomas como cerrado e floresta. E cada um deles se diferencia quanto à disponibilidade de água, incidência de luz, vegetação da região e características do solo. Tudo isso influencia o gosto do chocolate.

 

As barras produzidas pela De Mendes chamam a atenção por suas notas diferenciadas. Há chocolates com notas de flor, frutas secas, mel e castanhas, por exemplo. E esse resultado único e delicioso se deve não só ao tipo de bioma de onde a matéria-prima é advinda como também pelos processos​ de fermentação que são realizados. A origem do cacau está no nome e do sabor de todas as barras produzidas pela Fábrica de Chocolates De Mendes. Xiba, Jari, Mocajuba e Yanomami são apenas alguns exemplos de nomes das barras que homenageiam regiões onde o cacau foi colhido, um rio, uma tribo ou protagonistas de histórias que marcaram a vida de César e das próprias comunidades que são parte. O Chocolate Sakaguchi, por exemplo, celebra a trajetória de uma família japonesa com esse sobrenome e que tem uma relação histórica com a região onde fincaram as suas raízes e plantaram cacau. César é amigo de Francisco Wataro Sakaguchi, dono da fazenda que fornece cacau para fazer essa barra por meio da Cooperativa Mista de Agricultores de Tomé Açú, no Pará. Francisco é filho de um engenheiro florestal que se mudou para o Brasil em meados do século XX e plantou uma floresta em que hoje são colhidas mais de 80 frutíferas, com árvores frondosas e uma biodiversidade impressionante. O que nem muitos sabem é que toda essa área havia sido totalmente desmatada. A concentração de cacau em todas as barras produzidas pela De Mendes é similar e nenhuma delas possui gordura hidrogenada e outros produtos químicos que alteram sabor, cor e aroma.


Além de nomear as barras, a origem do cacau utilizado pela Fábrica de Chocolates De Mendes é estudada por cientistas. Quando são encontradas espécies que não foram catalogadas, o material é enviado para geneticistas da Ceplac (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira). Em 2014, César De Mendes descobriu em uma de suas expedições o cacau da variedade Jarí. Ele foi colhido na fronteira dos estados do Pará e do Amapá, mais precisamente nos municípios de Almerim (Pará) e de Laranjal do Jarí (Amapá) em meio a uma floresta densa e primária repleta de castanheiras seculares. A barra produzida com esse cacau se chama Chocolate Jarí porque ele foi encontrado nas margens do rio que tem esse nome. A origem do cacau e o sabor do chocolate premium da Fábrica De Mendes agrada também o paladar de estrangeiros. O chocolatier leva parte da sua produção para eventos nacionais e internacionais, o que já lhe rendeu prêmios em dois festivais e destaque em publicações especializadas. Quer experimentar um chocolate premium e ao mesmo tempo contribuir para melhorar a qualidade de vida dos povos amazônicos? Compre já uma das barras produzidas pela Fábrica De Mendes!

 

 

Vendemos online para todo o país!

Sobre a loja

Chocolate em barra De Mendes tem gosto da biodiversidade da Amazônia ​A produção de um chocolate com terroir amazônico é a especialidade da De Mendes. Todos os nossos produtos são elaborados à partir da seleção de cacau nativo com excelência sensorial. Como a Amazônia comporta variados biomas, o local específico em que o fruto foi colhido e o pré-processamento das amêndoas faz toda a diferença no sabor de cada chocolate em barra produzido de forma artesanal e sustentável pelo chocolatier César De Mendes

Pague com
  • Mercado Pago
Selos
  • Institucional De Mendes
  • Site Seguro
  • Google Safe Browsing

De Mendes - CNPJ: 24.660.642/0001-85 © Todos os direitos reservados. 2021


Para continuar, informe seu e-mail

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade